Ainda não é cadastrado?

Cadastrar

Hotéis

Autor: miriam | Data: 30 de novembro de 2016 | Categorias: Hotéis

Compartilhe:
Sabe aquela hora que você tá com vontade de dar uma desligada de tudo, de mudar os ares, dar uma recarregada na bateria? Sonha em ficar de bobeira, curtir a família, passar tempo com as crianças, fazer um passeio legal, experimentar um restaurante diferente…

Então, eu tenho um lugar perfeito para te indicar!
No feriado de Tiradentes, tivemos a oportunidade de conhecer o Hotel Bühler em Visconde de Mauá/RJ, a convite da querida Renata Bühler que também faz parte do Clube de Viagens Moms e ficamos encantados! Nesse post, quero apresentar a vocês esse hotel e compartilhar alguns momentos dessa delícia de viagem.

Um Pouquinho de história

O Hotel foi inaugurado em 1931, é o primeiro hotel da região. Foi fundado pela família Bühler e até hoje a matriarca Helena Maria Bühler, de 96 anos, mora lá, super lúcida e ativa, participando até das aulas de yoga com os hóspedes. 🙂

Atualmente, com mais de 174 m2 de área verde, o Bühler é o maior e mais completo hotel da região, com capacidade para hospedagem de 20 famílias em um ambiente tão agradável e acolhedor que nos sentimos em nossa própria casa.


Conhecendo o hotel

Localização
O Hotel fica em Visconde de Mauá/RJ, para ser mais específica, na Vila de Maringá… dá pra ir a pé a bons restaurantes e lojinhas da região. São 205 km de distância do Rio, cerca de 3h30 de viagem e 299 km de São Paulo, aproximadamente 3h de estrada.
Uma opção democrática para quem quer reunir a família ou marcar com amigos que moram no RJ e em SP.
Acomodações
Conforme já mencionei, são 20 chalés com lareira, cama queen size, tv, dvd..  alguns com hidromassagem, outros comportam até 6 pessoas e um deles é adaptado para cadeirante.
Gastronomia
No Bühler o hóspede pode optar pela diária com meia pensão ou apenas com café da manhã, caso a intensão seja aproveitar a fama gastronômica da região.
Ele possui 3 Restaurantes e um bar que oferece sempre produtos orgânicos e fresquinhos… tudo que é servido no hotel é de fabricação própria.
Restaurante principal, localizado perto da recepção, que serve o café da manhã e o almoço. Comidinha caseira deliciosa.
Fragaria, uma charmosa pizzaria que funciona a noite, com cardápio de pizzas a la carte e buffet de caldos. Pizza com massa fininha, crocante.  Uma opção com excelente custo x benefício. Outra opção é buffet de caldos com 3 tipos de caldos, acompanhados de torradinhas e pastinhas diversas.
– Um restaurante de comida vegetariana que apesar de ser dentro da estrutura do hotel, possui entrada própria pela vila de Maringá. Lugar com um clima mágico, relaxante.
München Bar: localizado na sala de lareira que serve alguns petiscos e possui um cardápio de cerveja extenso. É nesse local que é servido um delicioso cafézinho a tarde, com chá de capim limão colhido diretamente da horta e biscoitinhos caseiros….ahhhh!
Lazer
Eu realmente me surpreendi com a estrutura de lazer do hotel, mas como nosso maior objetivo era descansar, acabei não me envolvendo em muitas atividades.
Confira as opções:
– Piscina interna aquecida e externa semi-olímpica (adulto e infantil)
– Sauna seca e a vapor com ducha natural
– Pequena academia
– 2 salas de massagem
– Quadras de tênis, Polivalente e campo de futebol
– Sala de jogos
– Parquinho ao ar livre
– Mini golf e xadrez gigante
– Videoteca com um muitos títulos de DVDs
– Sala de cinema
– Horta, galinheiro e muita área verde.
Serviços
Massagem: O hotel indica alguns massagistas e cada um deles tem seu folder com os tipos de massagens e valores. Para agendar, basta pedir na recepção que eles verificam na hora a disponibilidade. Paguei por 1h de massagem com pedras quentes R$ 80,00. Recomendo muito pq tem tudo a ver com a proposta do hotel. Como tem 2 salas, existe a opção do casal fazer a massagem junto.
Aula de Yoga: Através de uma parceria Viva Mauá, a Tatiana realiza aulas de Yoga para adultos ou famílias com a participação das crianças.
Projeto Lixo Mínimo
O Buhler é um hotel ecologicamente correto, sustentável e tem um projeto super bacana que é o Lixo Mínimo. Uma viagem pra lá, além de divertida, contribui para a educação das crianças que aprendem sobre reciclagem e meio ambiente… nós conhecemos até um cemitério de cigarros! Tudo lá é reciclado ou acaba virando adubo e o hóspede pode levar para a casa a terra em garrafas pet… quem nunca sonhou com uma hortinha de temperos na varanda ou na janela de casa?


 O que os meus filhos curtiram mais

 – Dormir em um chalé que parece uma casinha de boneca
– Lago com peixes em frente a recepção
– Correr na grama sem restrições
– Visitar o galinheiro e conhecer a horta
– Aprender sobre reciclagem
– Piscina aquecida
– Casa na árvore do parquinho
– Jogar dama na sala de lareira
– Cineminha com pipoca
– Aula de Yoga com a família e historinha lúdica no final

Leia abaixo um relato da nossa viagem!

 
Sábado
Chegamos as 14h da tarde e fomos super bem recebidos pelo Gerente Rogério Bühler que faz parte da 4a geração da família e está sempre ali no hotel, conversando com cada hóspede, acompanhando tudo de perto e garantindo a satisfação de todos nos mínimos detalhes.
O Check-in foi rápido. Ganhamos mapinha do hotel, guia de Mauá e uma breve explicação sobre o Projeto Lixo Mínimo.
Ficamos hospedados no Chalé 10: Varandinha com rede e vista para o verde, 2 quartos sendo um de casal bem amplo e com lareira e outro com duas camas de solteiro. Banheiro com uma hidromassagem enorme com teto de vidro. Frigobar, TV e DVD. Achamos um charme o chalé… rústico, confortável e aconchegante. Tudo muito limpo e cheio de detalhes fofos. Gostamos muito dos roupões que foram super úteis quando fomos a sauna e também dos lençóis com aquecimento elétrico.
Depois que levamos as malas para o quarto, com a ajuda de um funcionário do hotel, nos dirigimos ao restaurante para almoçar. Fiquei encantada ao ver que cada mesa estava reservada para um chalé e preparada de acordo com o número de ocupantes do mesmo. Buffet com comida simples, caseira e super saborosa. A variedade de saladas orgânicas decoradas com flores comestíveis pareciam estar nos dando as boas vindas.
Depois do almoço, enquanto meu marido foi dormir com o Bernardo, passei pela recepção para agendar uma massagem e logo em seguida eu e Gabi fomos fazer um tour pelo Bühler acompanhadas pelo Rogério que nos levou em todos os cantos para conhecer e nos explicou sobre o conceito aplicado pelo hotel de Hospedagem Sustentável e sobre o Projeto Lixo Mínimo… saí mais encantada ainda e super impactada por ter visitado um cemitério de cigarros. Olha que idéia legal!
Quase 17h e já era hora da minha massagem. Deixei Gabi no chalé pra ver se ela dormia um pouco porque a noite ia ser longa. Fiz uma massagem de pedras quentes deliciosa. As 18h começou a aula de yoga da família… minha 1a vez no yoga. Já estava mega relaxada, quase dormi. As crianças adoraram.. se divertiram tentando fazer as posições e mais ainda pela oportunidade de fazer uma atividade em conjunto com os pais.
Quando acabou a aula, a “tia do Yoga” se ofereceu pra ficar com as crianças pra eu fazer uma sauna…  fiz todo o ritual da sauna e me senti orgulhosa por ter encarado uma ducha natural mega congelante… Saí completamente revigorada!
Fechamos a noites com um jantar na Fragaria, a pizzaria do hotel. Tava tudo tão bom que a gente nem quis sair de lá. E definitivamente não nos arrependemos… a pizza é deliciosa e a carta de vinhos é ótima, com valor justo… vale a pena. Essa última dica é de um marido que tem adega em casa e quis dar a sua contribuição para o post… HeHeHe.
Foi um dia perfeito!
Domingo
Acordamos cedo e fomos tomar o café da manhã. Nossa mesa estava lá nos esperando…mesmo local, com a plaquinha do nosso chalé 10. Uma garrafinha de café e outra de leite foi colocada sobre ela assim que sentamos… junto com um coador pra separar a nata do leite. Em seguida, um funcionário nos abordou perguntando se queríamos ovos moles. Tinha acabado de sair uma fornalha de pães de queijo… Muitas opções de frutas e cereais. Milho cozido, canjica, bolo de pinhão. Já estava até tonta com tantas opções quando os ovos chegaram já sem a casca naquele potinho específico para ovos moles… Podia ficar horas ali… mas resolvemos nos apressar pq era dia de explorar a cidade. Ah! Já ia me esquecendo… na saída do restaurante, fomos abordados por uma funcionária do hotel perguntado se gostaríamos de encomendar o queijo minas que ela faz… Queijo minas fresquinho? Nem pensei 2x.
Passamos pela recepção para pegar dicas de uma cachoeira que não fosse distante e com uma trilha “Kids Friendly”. Nos indicaram a Santa Clara, pegamos todas as coordenadas e quando vimos, tinha uma bolsa a nossa espera.. mais um mimo do hotel para os hóspedes: toalhas para levar para o passeio as cachoeiras.
Santa Clara foi um passeio tranquilo. A trilha era curta, apesar de alguns obstáculos… Encontrei uma mãe lá embaixo com uma criança bem mais nova que o Bê, ainda de fraldas, e enquanto estava olhando admirada, a mãe aventureira olha pra mim tb e pergunta se eu era do Clube de Viagens Moms… Caraaaaaaca! Lá em Mauá, no meio do mato… encontrar uma mãe do grupo que ainda por cima me reconheceu (ninguém me reconhece pela foto do face) foi realmente incrível! Tudo tão rápido que nem consegui pegar o nome dela. Mãe aventureira, se vc tiver lendo esse port, se manifeste! Seu espírito aventureiro me representa! (precisava te dizer isso!).
Foi a 1a vez que as crianças viram uma cachoeira. Adoraram. Mas a água insuportavelmente gelada impediu que ficássemos lá por muito tempo.
Saindo de lá seguimos para um trutário ali perto que tem um restaurante que foi bem recomendado: o Truta Rosa. Nossa idéia era colocar as crianças pra pescar (dizem que é impossível não pegar uma truta) e experimentar o famoso sashimi de truta salmonada. Saímos de lá um pouco frustrados com a experiência… o lugar é lindo mas o serviço deixou muito a desejar… eles não tem estrutura pra receber muita gente. Achamos o sashimi caríssimo, veio pouquíssima quantidade e no cardápio não deixa claro o número de peças como em um restaurante japonês. E pra completar, choveu torrencialmente assim que chegamos e as crianças não puderam pescar.
Mas pra quem quer tentar esse passeio e ver se tem mais sorte que a gente, eu tenho uma notícia boa e outra ruim: A ruim é que eles não preparam a truta que vc pesca pra vc comer na hora no restaurante. Mas a boa é que a truta é pesada (R$ 28,00 o Kg), limpa, embalada a vácuo e entregue no isopor (pago a parte) no hotel Bühler, que armazena até a hora da sua viagem.
Chegamos famintos no hotel e o almoço foi churrasco, dessa vez na Pizzaria Fragaria que também tem um fogão a lenha… mais uma vez tava tudo maravilhoso e o buffet de saladas foi campeão!
Depois do almoço fiquei com as crianças no parquinho…. quase enlouqueci com medo delas caírem da casa na árvore… senti que precisava de outra aula de Yoga. Seguimos pra piscina aquecida e depois mais yoga pais com filhos. E quanto acabou a aula, a “tia do Yoga” colocou um filme e fez pipoca…as crianças ficaram entretidas enquanto a gente tinha um tempinho livre… escolhi degustar uma cerveja local no bar do hotel e depois fazer uma sauna. Na volta da sauna passei pela sala de lareira e tinha um café quentinho, um chá e biscoitinhos caseiros…fiquei lá esperando o cineminha acabar.
Nesse dia não tivemos como fugir de um banho de hidromassagem da família toda. Que farra nós fizemos… tanta farra que quando chegamos no restaurante pra jantar, era tão tarde que a pizza tinha acabado e terminamos a noite comendo trio de fondue (carne, queijo e chocolate) na Vila de Maringá.
Segunda
Mais um dia! Mais um café maravilhoso. E hoje descobri o omelete… divino!
Depois do café fomos papear na sala de lareira e a “tia do Yoga” perguntou se eu queria deixar as crianças com ela para dar uma voltinha a pé pelas lojinhas da Vila… Ai! como eu amei essa “tia do yoga”. Comprei um arquinho fofo pra Gabi, tapetinhos de cozinha… valeu a pena. O marido ficou na academia. Peguei outra chuva torrencial… voltei igual a pinto molhado, mas feliz.
Na volta, almoçamos, fizemos as malas, peguei meu queijo que veio super bem embalado, nos despedimos de todos e partimos pra Penedo pra visitar a casa de Papai Noel. Eu indico esse roteiro pq Penedo fica no caminho de volta (a uns 40 minutos de Mauá) e é um local muito agradável. Recomendo ir nas lojinhas da Vila de Papai Noel e comprar pastinhas de truta de milhões de sabores, geléia de pimenta, embutidos, chocolates artesanais e tem tb uma lojinha de decoração e produtos de spa sensacional que vende a marca Le Façon (Imperdível!). E pra finalizar, a sorveteria finlandesa que tem do outro lado da rua.
Chegamos em Niterói bem tarde, mas com as baterias recarregadas! Amei a viagem e super indico o Hotel Bühler!

Recomendo o Hotel Bühler para…
– Quem curte natureza, estilo rústico e ambiente sossegado
– Quem gosta de comida caseira e de ser tratado com se estivesse na casa da avó
– Quem quer relaxar e não ter a pressão de uma agenda de recreação repleta de atividades e horários
– Quem quer passear, conhecer os arredores e não ficar confinado dentro de uma estrutura de hotel
Não posso deixar de agradecer a Renata Bühler e ao Rogério Bühler pelo convite e por toda receptividade. Agradeço também a “tia do Yoga”, a Tati, que agora também é uma mom integrante do Clube de Viagens Moms.

O Clube de Viagens Moms viajou a convite do Hotel Buhler em junho de 2015. Nossos relato é baseado em nossas próprias experiências pessoais e trata-se de nossa opinião sincera sobre o estabelecimento. 

A Hotel Buhler é nossa parceiro do Clube e Moms que fecham suas viagens através da nossa agência tem o BENEFÍCIO EXCLUSIVO de 01 criança até 10 anos cortesia. Saiba mais sobre o hotel aqui e faça a sua cotação e reserva conosco!