Ainda não é cadastrado?

Cadastrar

Nacionais

Autor: miriam | Data: 10 de outubro de 2017 | Categorias: Nacionais

Compartilhe:

Esse é o roteiro da mom Sabrina Chagas, que viajou para Gramado em novembro de 2016 no período de Natal Luz com seus filhos Beatriz (6 anos) e Theo (3 anos). A família inteira amou a viagem e voltou encantada com o clima mágico natalino que envolve toda a cidade nessa época do ano. A Sabrina vai compartilhar conosco o seu roteiro e dar muitas dicas!  Aproveitem!


Roteiro de Gramado

# Dia 28/11 – Chegamos numa tarde chuvosa e mortos de fome! Nos instalamos no hotel Master Premium. Ficamos lá porque achamos o hotel bem localizado, com quartos enormes e área kids excelente (a idéia é sempre não usar, já que estaremos passeando. Mas as vezes pode ser um curinga em alguns momentos). Pedimos um táxi, pois a chuva estava forte demais. Pensamos em ir no conhecido Cantina Pastasciutta, mas acabamos indo ao restaurante Per Voi experimentar a sequência massas por indicação do próprio taxista quando falamos de custo benefício. Não sei em relação ao preço quando comparado ao Pastasciutta, mas a comida estava uma delícia. Adoramos! Andamos pela rua coberta e arredores. Mas como chovia muito e estávamos cansados da viagem, fomos logo para o hotel. Nesse momento, o playkids do hotel funcionou muito bem, ficamos lá um pouco para as crianças brincarem antes de dormir.

# Dia 29/11: Acordamos cedo e o sol também. Que bom que a chuva passou! O café da manhã do hotel era satisfatório. Como o hotel é grande, não tem aquela cara artesanal, que gosto, mas não deixou nada a desejar, também. Partimos a pé para o Mini Mundo. Já tinha ido com o meu marido, mas não tenho dúvidas de que o passeio é ideal para as crianças. Elas amaram! Meu pequeno adorou os trens em miniatura e minha filha mais velha adorou tirar fotos com os personagens.

De lá fomos de táxi (só ligar para o táxi 24h local que eles chegam rapidinho) para a Aldeia papai Noel. Antes de ir, vimos comentários de que o local estava mal conservado. Não vimos nada disso. Os jardins estavam bem cuidados e o visual lindo. Lá dentro tem três atividades pagas (5-10 reais cada): o trenó voador (uma espécie de teleférico), o monorail e um trenzinho. Só fomos nos dois primeiros. É rapidinho, mas as crianças adoram! Tiramos fotos com o Papai Noel, passeamos por todo o parque e o passeio durou em média 2 horas. Almoçamos num restaurante de uma das galerias que estão em torno da Rua Coberta (achamos tudo na Rua Coberta muito caro!).

Como tínhamos o Show a noite, voltamos para o hotel para descansar um pouco. Fomos andando, passeando pelas ruas, vendo as lojinhas. Paramos na Praça das Etnias. Não chega a ser uma atração, mas é bom passear por lá. Tem umas lojinhas com quitutes locais deliciosos! Vale a pena comprar uma cuca ou um apfelstrudel para comer no hotel! Ficamos uma horinha no hotel e partimos para o show Natal Pelo Mundo. Adoramos o show. Achamos instrutivo e minha filha adorou a mensagem (“Eu acredito na magia do Natal!”).

# Dia 30/11: Cedo, pegamos o carro que alugamos. Me arrependi de não ter pego desde o começo! Cismei que queria ir à Nova Petrópolis e ver seu lindo labirinto e a Aldeia dos Imigrantes. É um passeio simples, mas eu lembrava que era fofo. E foi, realmente. Minha filha quis ir três vezes no labirinto! Fizemos a foto antiga lá na Aldeia dos Imigrantes, acho que uma das únicas que deixam a gente tirar foto com o celular (para postar logo), e não dar cd apenas. Almoçamos num restaurante a quilo em frente a Aldeia. Preço bom e comida caseira. No caminho de volta, fomos na loja de alfajor Mukli. Muito gostoso! Queríamos ter passado na fábrica de cerveja Edelbrau no caminho, mas o tempo ficou apertado.

Fomos no parque Florybal. Quase não íamos porque em vários lugares, diziam que o parque não tinha muita coisa e as atrações eram meio sem nexo (rs). Realmente para os adultos, a impressão que dá, é que não fizeram uma sequencia muito lógica nas atrações, mas as crianças A-MA-RAM! Os dinossauros fazendo barulho, o cinema 7D, a tirolesa (foram zilhões de vezes). O tobogã enorme, o jardim das fadas, tudo! Foi incrivel! Tão incrivel que pegamos o ticket de retorno (de graça), para voltarmos no dia seguinte e vermos a fada e o mago, atrações muito faladas também! Ah! E tinha Papai Noel tirando foto também!

De lá fomos da pizzaria Toca da Bruxa em Canela. A pizzaria é toda decorada no tema e o melhor, as crianças podem fazer suas pizzas! Fantástico!

# Dia 01/12: Voltamos a Canela para os teleféricos (Bondinho Aéreo) para ver a Cachoeira do Caracol. Preferimos ir lá do que no Parque do Caracol, porque já tínhamos ido há 10 anos mas, acho que o custo benefício é ir no Parque do Caracol. O teleférico é beeeem mais caro e o parque só tem isso e os animais de madeira que fazem barulho (as crianças amaram). Depois fomos no Vale dos Dinossauros. Muita gente falou que valia mais a pena ir lá do que no Florybal. Não achamos isso meeeesmoooooo, porque alem de ser caro, o passeio não dura nem meia hora! Mas enfim, as crianças adoraram e aprenderam sobre os dinossauros também. Voltamos ao Florybal e vimos o mago e a fada. Gente, que mago é aquele? Magia pura, não tenho nem como descrever! As crianças amaram. E a fada, nada mais é do que uma fada que colore rostos, mas vale a pena porque ela faz tudo de um jeito muito fofo. E novamente, as crianças foram na tirolesa mais 500 vezes. Almoçamos no próprio parque, comida a quilo. Bom custo benefício.

De lá fomos no Alphen Park. Lá não tem quase nada. Mas o que eu queria ir, foi uma dass coisas que meus filhos mais gostaram na viagem. O trenó! Lá, podemos pagar cada atividade de forma individual, então valeu a pena. O trenó do Alphen é uma mini montanha-russa, no meio da floresta e que não vira de cabeça pra baixo. Mas é bem rápida! Valeu muito a pena. Antes de voltar ao hotel para descanso passamos na loja Mãos do Mundo no centro de Canela. Amamos essa loja! Jantamos no Chateau de la Fondue. Não gostei do valor e nem acho que o fondue valeu tanto a pena. E ele foi muito recomendado! Enfim…De lá fomos ao Show o Grande Desfile de Natal. Ficamos no setor B. Foi um bom lugar, mas talvez, ficar no setor F fosse melhor. O show é lindo, emocionante e no final, todos descem para brincar na “neve”. Nota 10!


# Dia 02/12:
Zoo de Gramado de manhã. Foi per-fei-to! O zoológico é super organizado e bem cuidado. Várias aves coloridas soltas em um viveiro gigante, onde passeamos em seu interior. Lindo demais! A maioria dos animais de lá foram resgatados pelo Ibama, em cativeiros. E são colocados em ambientes enormes fiéis aos seus habitats naturais. Passeio rápido e muito educativo.

De lá fomos ao Mundo a Vapor. Meu caçula ama trem, e lá dentro tem um trenzinho fofo onde puderam passear. Também aprenderam como se fabrica papel e como funciona os diversos tipos de energia. Acho um passeio muito interessante. Almoçamos num restaurante a quilo ao lado.

De lá fomos no Reino de Chocolate. Além de aprenderem a história do chocolate, puderam o seu próprio! Diversão garantida! De lá fomos assistir o Show de Acendimento que acontece em frente ao Palácio dos Festivais. Foi emocionante! Novas historias sobre a magia do Natal e no final, o acendimento das luzes de toda a cidade e mais neve. Jantamos na Pizzaria Cara de Mau. 40 minutos de espera que valeram a pena! Meu filho adorou o pirata. Tirou varias fotos com ele.

Dia 03/12: Nossos últimos momentos em Gramado. Buaaaaaa. Não tínhamos muito tempo, nosso transfer chegaria as 14:30h. Fomos ao Lago Negro, andamos no navio do pirata! E de novo chovia! Fiz umas comprinhas….voltamos na Praça das Etnias e compramos quitutes para trazer para o Rio de Janeiro. Ficamos no Kidsland do hotel para esperar o transfer.

A viagem foi perfeita. O único lugar que eu não iria, seria o restaurante onde comemos o fondue. Não estava ruim, mas pelo preço, o fondue de queijo teria que ser bom de verdade! Não fomos a Snowland, porque fomos ao Chile nas férias, e não queríamos ver neve. Mas falam muito bem dele! Também queríamos ter ido na Taberna MF, uma taberna com Chopp champagnhado. Mas infelizmente, não deu tempo.

Gramado tem muitas atividades! Acho que para ver tudo talvez fossem necessários mais dois dias! Mas sem dúvidas, esse período foi suficientes para o Natal brilhar dentro dos coraçõeszinhos dos meus filhos. Estamos nas nuvens até agora e a música “…um Natal Feliz….’ não sai de nossas cabeças!


Agradeço a Sabrina a sua participação que sempre enriquece com as suas experiências! Adoro os roteiros dela e sempre viajo junto! Sem falar nas fotos maravilhosas do marido que é um super fotógrafo!